top of page
Buscar
  • Foto do escritorWilliam Ausenka

Furto e Roubo de Celulares em 2021 e 2022

Python


Todo código e pdf está disponível no meu GitHub


Agenda

1. Introdução

2. Objetivos

3. Resultados e Discussão

4. Conclusões



1. Introdução

Nessa post foi feita uma análise dos dados de furtos e roubos de celulares na cidade de São Paulo nos anos de 2021 e 2022. Os dados foram coletados no dia 02/05/2022 no portal de transparência da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (https://www.ssp.sp.gov.br/transpareciassp/ ). Segundo o site do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios furto (TJDFT) é “descrito como subtração, ou seja, diminuição do patrimônio de outra pessoa, sem que haja violência”. Já o roubo “é crime mais grave, descrito na lei como subtração mediante grave ameaça ou violência”. Com o aumento de circulação das pessoas devido ao relaxamento nas restrições impostas pela pandemia, vamos analisar se houve ou não um aumento tanto nos casos de furtos e roubos de celular na cidade de São Paulo. Toda a análise foi feita em Python.


2. Objetivos

Verificar se houve ou não um aumento nos casos de furtos e roubos de celulares em 2022 comparado a 2021, quais são as marcas de celular mais roubadas e se há algum horário mais propenso para esses crimes.

3. Resultados e Discussão

O primeiro resultado que temos é qual são as marcas de celulares que mais são furtadas.


Figura 1 - Quantidade de celulares furtados em 2021 divididos por marca


Figura 2 - Quantidade de celulares furtados em 2022 divididos por marca



Comparando as figuras 1 e 2, vemos que o maior aumento de furtos foi de celulares da marca Apple, com um aumento de 53 % em relação a 2021. As 4 marcas mais furtadas são, em 2022, nessa ordem:

1. Samsung

2. Apple

3. Motorola

4. Xiaomi


Figura 3 - Quantidade de celulares roubados em 2021 divididos por marca


Figura 4 - Quantidade de celulares roubados em 2022 divididos por marca


Já para os casos de roubos, vemos nas figuras 3 e 4, que o celular que teve o maior aumento no número de roubos também foi o da Apple, com um aumento de 35,5 % em relação a 2021. Já as marcas mais roubadas em 2022 são, nessa ordem:

1. Samsung

2. Motorola

3. Apple

4. Xiaomi

Aqui podemos ver que os celulares da Samsung são os mais roubados e furtados tanto em 2021 quanto em 2022. Na segunda posição para furtados e roubados há uma inversão, Apple é o segundo mais furtado e Motorola é o segundo mais furtado.



Figura 5 – Hora da ocorrência do roubo


Na figura 5 temos os períodos do dia que aconteceram os roubos de celulares. Podemos ver que houve um aumento de roubos em quase todos os períodos, principalmente, de tarde e à noite e uma pequena queda no período da madrugada.



Figura 6 – Crescimento de roubos e furtos (%)


Como visto na figura 6, para o mesmo período de análise, o aumento de furtos cresceu 18,8 % no ano de 2022, na comparação com igual período de 2021. Já o os roubos aumentaram 9,8 % nesse mesmo período. Mesmo com um maior aumento percentual dos furtos, em números absolutos, há mais registros de roubos tanto em 2021 quanto em 2022, 9539 e 10470, respectivamente.


Tabela 1 – Quantidade de Furtos e Roubos


Como visto na tabela 1, foram aproximadamente 18 mil furtos e roubos em 2022 e aproximadamente 15800 em 2021, um aumento de 14 %.


4. Conclusões

Houve um aumento de 18,8 % e 9,8 % nos casos de roubos e furtos, respectivamente. A marca mais roubada e furtada de celulares é da Samsung e o horário que mais acontecem os roubos são à noite.


9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page